Perfil

O cantor Álvaro Tito trazia no 3º disco de sua carreira, em 1986, um novo formato musical para o Brasil, com arranjos inovadores, baseados em canções norte-americanas. Enquanto dava os primeiros passos para uma carreira de sucesso, sofreu por ver que apesar de todo o seu esforço e dedicação estava sendo pouco aceito pelo público cristão por conta do preconceito musical.

“Aquela evolução de Álvaro Tito, trazida pelo LP Não há barreiras, quebrando alguns paradigmas da música gospel de então, causou o cancelamento das programações agendadas com o cantor, por parte de alguns pastores, isso por acharem que Álvaro perdera a unção, fazendo, assim, um juízo de valor negativo a seu respeito.”

Muito pelo contrário do que pensavam, ele continuava sendo a mesma pessoa íntegra e iluminada de sempre. O que precisava era de tempo para que compreendessem que suas músicas somente trariam ainda mais qualidade e mensagens positivas para a vida das pessoas.

Tito continuou insistindo na carreira e não demorou muito para que se tornasse verdadeira referência para o mercado fonográfico gospel internacional, além de ter quebrado as barreiras entre evangélicos e católicos, pois é muito bem aceito dos dois lados. O cantor está prestes a completar 30 anos de estrada e foi ele o pioneiro que abriu as portas para que outros artistas pudessem basear-se no estilo estadunidense sem sofrer nenhum tipo de discriminação, em especial no início dos anos 1990.

Discografia